quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Literatura portuguesa - Parte 01.


HISTÓRIA DA LITERATURA MUNDIAL
LITERATURA PORTUGUESA – PARTE 1

A geografia do país
 
Portugal é um pequeno país da Europa, situado na parte ocidental da Península Ibérica, uma das muitas finisterras do continente europeu. Sua forma é aproximadamente a de um retângulo, cujo eixo maior está orientado na direção Norte-Sul. Suas dimensões médias aproximadas são: 550 quilômetros (pouco mais do que São Paulo ao Rio de Janeiro) de comprimento e 160 quilômetros (pouco mais do que Campinas a Santos) de largura, o que lhe dá uma superfície de aproximadamente 90 mil quilômetros quadrados, isto é, pouco mais de um terço da área do estado de São Paulo. Ao Norte e a Este limita-se com a Espanha, único país com que tem fronteiras; ao Sul e a Oeste, é banhado pelo Oceano Atlântico.
 
Cinco rios importantes atravessam ou banham o território português: 1) Minho (em parte fronteira norte); 2) Douro; 3) Mondego (único dos citados que tem todo o seu curso em Portugal, nascendo na Serra da Estrela e desaguando no Atlântico; 4) Tejo (o maior deles) e 5) Guadiana (o mais ao Sul). Todavia, esses rios todos são navegáveis em muito pequena extensão, de tal modo que não constituem boas vias de penetração para o interior da Península Ibérica, nem fazem com que os portos do Atlântico sejam escoadouros naturais para os produtos da parte ocidental da Espanha.
 
Do ponto de vista topográfico, pode-se afirmar que Portugal se divide em duas regiões bastante distintas, mas de áreas aproximadamente iguais: a região norte, bastante montanhosa, e a região sul, em que predominam as baixas altitudes, exceto numa pequena faixa do extremo sul, quase no litoral, onde se ergue uma nova cadeia de montanhas: a Serra de Monchique. Essas duas regiões – a montanhosa e a plana – são separadas pelo vale do Tejo, o mais caudaloso e extenso rio da península.
 
As montanhas mais altas de Portugal ficam na parte inferior da região norte – Serra da Estrela, logo acima do vale do Tejo – onde as altitudes chegam a aproximadamente 2.000 metros. Em geral, as montanhas portuguesas são uma continuação das elevações espanholas, ou a vertente ocidental da meseta ibérica
 
Obs: Com relação as informações históricas e geográficas contidas neste post, favor considerar a época da edição do livro/fonte. 
 
Fonte: “Os Forjadores do Mundo Moderno”, Editora Fulgor, edição 1968, volume 7. 

Visite também: 
Clicando aqui:

4 comentários:

Maria Teresa Valente disse...

Vou conhecer minha terra natal através de você, embora sua fonte seja de 1968. Nasci em Aveiro, já localizei no seu mapa. Amei, obrigada, abraços carinhosos
Maria Teresa

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Muito bom este post. Conheço Portugal e por alguns minutos me senti lá de novo.
Abraços e bom dia, Rosemildo.
Renata

Marina-Emer disse...

Hola ROSEMILDO ES UN PLACER HABER PODIDO ENTRAR HOY A TU BLOG ...NUNCA PUEDO NO SE QUE PASA .
Gracias por tu visita y cordiales palabras...
Un cariñoso abrazo
feliz fin de semana
un abrazo
Marina

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Um retrato panorâmico do meu país.
Somos um país pequeno mas com uma alma do tamanho do mundo.
Por vezes pergunto-me como será possível sermos o povo mais conhecido pela língua e feitos históricos e hoje sermos procurados por gente de todos os continentes que se encantam pelo clima,gastronomia, praias e monumentos belos e únicos.
Um povo simpático e pacífico. Acolhedor.
Somos até um povo que suporta e sustenta um grupo de políticos maus,. Muito maus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...