quarta-feira, 27 de julho de 2011

Literatura como atividade humana essencial.


HISTÓRIA DA LITERATURA MUNDIAL

LITERATURA COMO ATIVIDADE HUMANA ESSENCIAL – PARTE I

Estabelecer o exato sentido de literatura é, aparentemente, problema dos mais simples, pois, é o literário presença constante em nossas vidas. No entanto, e talvez justamente por sua união à existência, o literário revela-se como realidade das mais complexas para concisa e satisfatória definição.

Conceituá-la como conjunto de obras literárias de um país ou de uma época, como atividade profissional de produzir obras literárias, ou, ainda como conhecimento de obras literárias e de regras que presidem sua elaboração pode ser uma maneira de abranger-lhe sentidos comuns, mas, certamente, é também a maneira mais cômoda de elidir o ponto central necessariamente pressuposto: como distinguir uma obra literária de uma obra não literária? Ou, em termos finais, qual é a natureza essencial do fenômeno literário?

Adotaríamos talvez a comum definição de literatura como conjunto das comunicações que os homens fazem entre si por meio da linguagem escrita? Diversidades de forma mostrariam a deficiência inicial e intransponível de tal definição: O imenso repertório de literatura oralmente transmitido, já muito antes que o século XVI adotasse a ingênua obediência à etimologia e reservasse o termo literatura para designar comunicações fixadas pela escrita, seria motivo dos mais ponderados para o abandono de tal deficiente definição e para cuidadosa consideração do emprego moderno que inclui como fenômeno literário as artes orais e audiovisuais como o teatro, a música, o cinema, o rádio etc. No entanto, mesmo desconhecendo tais argumentos de forma, também considerações de conteúdo, apontaríamos: a extensão descabida que incluiria os Lusíadas, as novelas sentimentais, “O Ser e o Nada” e “A Evolução das Espécies” como obras igualmente literárias. Intacto estaria o problema de diferenciar o literário, pois reconhecemos sem dificuldades que das obras citadas apenas o poema camoniano pertence à literatura, sendo os demais pertencentes à subliteratura, à filosofia e à ciência.

Não menos vazias e inúteis as definições tradicionais que desenvolvem a caracterização da obra literária por aspectos julgados essenciais, como “união de ordem, força e elegância da expressão verbal” ou “expressão do belo por meio da palavra”. Para localização do essencialmente literário dever-se-ia recorrer ao estudo aprofundado dos clássicos greco-latinos para podermos comparativamente aos padrões, classificar o grau literário de obras sob consideração. Negligenciar o estuda da literatura como fenômeno situado no tempo e no espaço e com natural dinâmica de desenvolvimento é estimular as falsas concepções que acompanham o academicismo e aceitar a irreal e pejorativa visão do literário como um belo teórico e absolutamente distanciado do ser humano em toda sua dramaticidade existencial. Recorrer aos mágicos conceitos “liberdade”, “desinteresse”, “arte pura”, “beleza absoluta”, “forma”, “gênio” e outros semelhantes consiste em, fútil e diletantemente, transformar as “belas letras” em “letras ociosas”. É o fenômeno literário em sua real essência e generalidade, atividade essencial ao ser humano e possui, inevitavelmente, a função social de esclarecer e transformar o homem e o mundo. A suprema importância da literatura pode, paradoxalmente, ser evidenciada pelas imensas dificuldades que encontra para realizar a comunicação artisticamente válida.

Visões diacrônicas do fenômeno literário apresentam com dificuldades intransponíveis as imensas perdas ou destruições do patrimônio literário por surpresas do desenvolvimento histórico da humanidade. Como exemplo do que ocorreu na China, no México, na África muçulmana, em Bizâncio e no Peru, podemos lembrar o episódio lamentável da destruição da literatura ptolomêica de Alexandria, em 641, por ordem do Califa Omar que assim procedeu apoiado no “sublime” motivo de defender os supremos valores do Islã... Consumado estava um dos maiores crimes contra a humanidade e o defensor de Alá, indiscutivelmente seria um dos marcos iniciais do vandalismo que, por temor da verdade e da liberdade humana, prosseguiria na prática de seus crimes sob a cínica justificativa de defesa de valores pretensamente ameaçados.

Fonte: “Os Forjadores do Mundo Moderno”, Editora Fulgor, edição 1968, volume 7, páginas 09/10.

23 comentários:

ANA ROOS disse...

Eu não vivo sem ler!

Vou deixar aqui uma coisa que li hj por ai:

"Sempre pensei que o paraíso fosse um tipo de biblioteca!"


beijos no coração parabéns pelo blog!

✿ chica disse...

Parabéns,Rosemildo. Tenho certeza , será lindo esse blog e aprenderemos aqui!abraços,chica

Nair Morbeck Sobrinha disse...

Maravilha, vejo que me deleitarei por aqui com boas leituras..parabéns pelo novo blog!
Literatura é vida!

Shalom

Mara disse...

Bom dia Rosemildo!
Parabéns pelo novo "espaço cultural", que vem para contribuir para a divulgação da literatura mundial. Eu não conhecia a história descrita.Com certeza,sucesso garantido.Vou ficando como seguidora e obrigada pelo convite.
Beijo e bom final de semana.
Mara

Everson Russo disse...

Como sempre um belo trabalho de cultura meu amigo...parabéns,,,sucesso nesse novo espaço...abraços.

Antônio Henrique disse...

Meu caro FURTADO.
Ótima iniciativa, superlegal, parabéns cara, já virei seguidor.

obrigado mais um vez pela visitinha lá no "Guia"

sempre estarei por aqui.
(...)

。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi amigo Rosemildo, parabéns pela grande iniciativa...Belíssimo espaço! Com certeza vou aprender muito através desse seu espaço. Desejo muito sucesso, e pode sempre contar com minha presença aqui, amo a leitura... Beijo e ótimo fim de semana. Smareis

Tais Luso disse...

Olá, Rosemildo, parabéns por este novo espaço, tenho certeza que contribuirá muito para a divulgação da cultura. Estarei, também, por aqui.
Gostei do 'formato' sóbrio.

Um beijo
Tais Luso

Lu Nogfer disse...

Ola meu querido Furtado

Muito obrigada pelo convite!

Eu amo ler!Acho que quando lemos, aprendemos e crescemos com o que aprendemos!

Parabens pelo novo espaço cultural!
Nao consigo seguir pois se encontra impossibilitado mas farei em outro momento que der.
Estarei aqui com voce!

Beijos meu amigo!

Sandra disse...

Convite aceito, estamos ai, segui do e fazendo parte de mais um espaço muito inteligente. Obrgada pelo seu carinho e visita.
Curiosa vai te esperar por lá.
Muito bom o texto.
Sandra

Elaine Crespo disse...

Bom dia Furtado!

Achei uma excelente ideia estas postagens educativas sobre literatura e afins. Além de nos presentear com a informação sobre um assunto vasto e que a maioria tem pouco conhecimento!
Adorei a ideia do espaço e sucesso.

Uma linda semana.

Beijos,
Elaine Crespo

Andrea Berger disse...

Chego aqui sorrindo, desejando sucesso em " mais este empreendimento" cultural. Poderá contar comigo caro amigo.
Até mais ver.
Beijos
Andrea

Cristal de uma mulher disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristal de uma mulher disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristal de uma mulher disse...

Bom dia meu querido.

O que lemos aqui só posso dizer que é demaseado triste com os acontecimentos de grandes literaturas e muitas outras coisas que também são manipuladas pelos poderosos entre aspas como foi a Bíblia.
Te convido a visitar meu blog de missão onde não se fala dereligiões e sim de umarealidade oculta que muitos não conhecem.

Te felicito e voltarei para ler estes escritos que com certeza nos enche de prazer.

Um grande beijo amigo

Suzane Weck disse...

Ola,obrigadopela tua presença em meu aniversario de blog e pelas palavras carinhosas e de incentivo. Adorei teu novo espaço cultural e sei que com certeza sera um sucesso.Estarei sempre por perto.Grande abraço Su

Andri Alba disse...

Hola, cuanta con mis visitas. Y gracias a ti por contar conmigo.

Un abrazo querido amigo Furtado.

Andri

Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti meu amigo...abraços...

blog da Paraguassu disse...

Olá meu amigo Furtado,
Embora não houvesse sido convidada para a inauguração de seu novo blogue, cá estou eu para te parabenizar pela bela iniciativa, o que me agrada muito, uma vez que não sei viver sem livros ao meu redor.
Estava visitando um blog amigo, quando li um comentário seu, anunciando o novo filhote. Mais que depressa, peguei o link e já vim para cá. Já antevejo o sucesso desse espaço e sei que vai bombar.
Um grande beijo,
Maria Paraguassu.

Flor da Vida disse...

Temos aqui mais uma fonte de conhecimentos!
Amigo, amei!!!

Obrigada de coração pelas reconfortantes palavras que me deixou, viu?
Deus te abençoe eternamente!

Carinhos...
Beijos de flor
Suelzy

Maria disse...

Amigo Rosemildo excelente ideia, tenho a certeza que será um espaço de grande utilidade que nos vai permitir aumentar o nosso conhecimento e isso é uma das grandes maravilhas da vida, aprender sempre mais e mais.Já estou acompanhando.
Desejo o maior sucesso,
Beijinhos
Maria

VeraBruxa disse...

Olá!
Obrigada por permitires que eu aprenda contigo. Através da literatura aprendemos a nos conhecer melhor e a comprender o mundo. Faço um trabalho voluntário na biblioteca de uma escola pública onde vibro com os pequenos leitores.
Teu comentário em meu blog é incentivo para o meu crescimento.
Abraço, Vera Mosmann.

GERALDO RIBEIRO disse...

Bom dia Rosemildo

Comentar o quê, as pessoas, em seus comentários já ilustraram a importância desta espaço. Parabéns, está realmente muito bonito e cheio de conhecimentos.

Um abraço, paz e bem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...