quarta-feira, 21 de março de 2018

Grandes vultos: Rui Barbosa - Parte 08.

  GRANDES VULTOS BRASILEIROS QUE MARCARAM A HISTÓRIA NAS SUAS MAIS DIVERSAS ATIVIDADES
RUI BARBOSA – PARTE 08.
Em 1913, Rui candidata-se novamente à suprema magistratura do país, não conseguindo outra vez ser eleito. Sua campanha política, no entanto, desempenhou assinalados serviços à Pátria pelo nível em que se desenvolveu, pois Rui Barbosa fez uma pregação cívica das mais elevadas em toda história republicana.
Novamente derrotado, Rui Barbosa continuou a sua atuação no Senado da República.
Além das suas atividades políticas, prosseguiu no seu labor literário, tendo feito uma saudação lapidar a Anatole France, em francês, quando esse escritor aqui esteve. Além disso foi presidente da Academia Brasileira de Letras, onde ocupava a cadeira de Evaristo da Veiga. Manejava a língua portuguesa com maestria ímpar, tendo na polêmica com seu antigo e ilustre mestre Carneiro Ribeiro conseguindo manter-se à altura do grande filósofo baiano.
Poliglota, falava fluentemente o francês, o inglês e o espanhol, escrevendo corretamente em latim, alemão e italiano.
No campo literário, deixou entre outras obras de importância, as seguintes: O Papa e o Concílio (tradução com uma longa introdução); Ligações de Coisas (tradução); Cartas de Inglaterra; Parecer Sobre a Redação do Código Civil Brasileiro; Réplica à Defesa do Código Civil Brasileiro; Discursos e Conferências; Cartas Políticas e Literárias; Queda do Império, e inúmeras mais, além de discursos parlamentares e dos seus pareceres que enchem hoje dezenas de volumes.
Estas atividades todas, exercidas simultaneamente e de modo intenso, por um temperamento que tudo levava a sério, tinha de combalir o organismo de quem as exercia. Rui Barbosa sente os primeiros sintomas da doença que o iria vitimar. Em Petrópolis ainda recebe os amigos, apesar do seu precário estado de saúde. Discute política. Toma posições, faz valer sua opinião de semi moribundo àqueles que o ouvem e o seguem.
Aos setenta e quatro anos Rui Barbosa ainda é uma voz ativa na política. Apesar de todos sentirem que o grande tribuno, político, jornalista e escritor está ás portas da morte, ainda o acatam, respeitam; ouvem as suas opiniões, obedecem-no.
Finalmente, entra em agonia. No dia primeiro de março de 1923 cessou de pulsar o coração de Rui Barbosa.
CLÓVIS MOURA
Visite também:
Clicando aqui:

3 comentários:

Gil António disse...

Visitando, lendo e elogiando este bonito espaço. Voltarei
.
* Mulher de Pedra, dormindo entre a Verdura. (Poetizando e Encantando). *
.
Deixo um abraço

ANNA disse...

Me gusta tu blog.
Te paso mi blog.
Por si deseas visitarlo.

https://anna-historias.blogspot.com.es/2018/03/tal-vez.html?m=1#comment-form.

Gracias.
Besos

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Oi amigo, vim especialmente desejar a ti e aos teus uma boa Páscoa! Tudo de bom! Deixarei um poemeto que fiz para homenagear os amigos. Abraços. Laerte.
FELIZ PÁSCOA

Autor: Laerte Sílvio Tavares

Que a luz da ressurreição
De Cristo Nosso Senhor
Brilhe no teu coração
E se refrate em amor,

Permeando a tradição
De fé, a dar esplendor
Às festas pascoais que são
Frutos da Paixão e dor

Transformadas em alegria
De Madalena, Maria
E de toda a humanidade!

Feliz Páscoa, pela via
Do amor – nossa luz e guia
Na fé e na caridade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...