quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

A ti, meu velho Noel.

A TI, MEU VELHO NOEL

A ti, meu barbudo de vermelho, ó gordinho,
Que vives pelo mundo e nunca te cansas.
Viajando num trenó, sempre só, coitadinho,
Realizando o sonho de inúmeras crianças.

Que sejas pai ou papai, pouco importa,
O mais importante é que sejas o Noel.
E sejas solidário, não escolhas a porta,
Presenteis a todos e cumpre o seu papel.

Ser pobre ou miserável, não é um desejo,
Nem escolha que faz, a criança ao nascer.
É simplesmente a sina, que traz no ensejo,
Que pode mudar, com o tempo, ao crescer.

O filho do rico todo dia tem presente, é festa,
Tanto para o do campo, quanto o da capital.
Já para o do pobre, a esperança que lhe resta,
É esperar com paciência, a chegada do Natal.

És querido por todas, meu velhinho amado,
Pelas crianças pobres, e pelas crianças nobres.
Mas nunca, jamais, deverá ser comparado,
O amor das nobres com o imenso amor das pobres.

R.S. Furtado.

MEUS QUERIDOS AMIGOS!



O Natal chegou, e com ele as festas, as alegrias, e acenderam-se as esperanças de muitos, quanto à obtenção de dias melhores. Aproveitamos a oportunidade, para agradecer a todos, indistintamente, pelo apoio e pelo carinho dedicado aos nossos espaços, o Arte & Emoções e o Literatura & Companhia Ilimitada, não só aos nossos queridos e leais amigos seguidores, como também, àqueles que nos visitaram durante o ano de 2014, pois temos certeza de que sem esse apoio jamais teríamos chegado aonde chegamos nesses setenta e quatro meses de blogosfera. Não sei se será pedir demais, mas gostaríamos de continuar contando com esse valiosíssimo apoio, por tratar-se do nosso principal fomento e a razão maior da nossa existência. Aproveitamos também para apresentar nossas desculpas, caso tenhamos, mesmo inadvertidamente, cometido alguma falha. A partir de hoje, faremos uma pequena pausa para descanso, repor as energias e concatenar as ideias, e somente retornaremos em 2015, ocasião em que atualizaremos as nossas visitas.



Pedimos ao nosso DEUS misericordioso que cubra com seu manto todo o universo, abençoe, proteja e proporcione a todos os viventes de um modo geral, um Feliz Natal e que o ano de 2015, seja de muita paz, amor, saúde e felicidades, e que o homem adote como prioridades, o amor, a compreensão, a harmonia e a solidariedade para com o seu semelhante, e assim, possamos ter um mundo bem mais justo e bem mais humano.



Muitíssimo obrigado de coração e até 2015.

“QUE DEUS SEJA LOUVADO!”

Rosemildo Sales Furtado.


10 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Muito lindo o seu poema!
Tenha um Feliz Natal junto aos seus.
Beijo*

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde saudoso poeta..
rimas perfeitas e construidas em cima de uma época louvavel.. mas que não seja só esta época né..
muitas pessoas só nos desejam coisas boas no aniversário e no natal rsrs
tem mais 363 dias para tal..
ainda devo uma poesia ao natal. fiz em tantas areas.. agora estou a fazer sobre gestação.. qualquer hora as faço certamente.. um grande abraço e boas festas a vc.. até sempre

Cia. De Teatro Atemporal disse...

É com imenso prazer que temos a honra de conhecer este espaço maravilhoso!

Parabéns pelo seu Blog!

Te convidamos para conhecer o espaço da nossa companhia de teatro!

Este ano preparamos com muito carinho o "ESPECIAL GRANDE OTELO" que recomendamos para todos!

http://ciaatemporal.blogspot.com.br/

Obrigado pela atenção!

FELIZ NATAL! FELIZ 2015!

Clemente.

Cristal de uma mulher disse...

Meu querido amigo boa noite!

Muito grata a Deus por ter esta família maravilhosa que são vocês meu querido.
Feliz festas e que Deus continue com o brilho esplendoroso na tua vida pois dele nasce os poemas e os poetas. Que 2015 seja para ti como canto de pássaros e paz no teu coração e em todos o que tu amas.

Um beijo eterno!

Cristal

Roselia Bezerra disse...

Olá, Furtado
Um bonito poema onde vc usa um símbolo de Natal para derramar, em versos, o amor do seu coração pelos favorecido...
Uma Oitava de Natal feliz e abençoada!!!
Abraços fraternos e festivos

Mariazita disse...

Olá, Furtado
Gostei muito de seu poema, especialmente porque lembra os mais desfavorecidos, aqueles a quem Noel deve prestar mais atenção...
Assim deveria ser o ano todo; temos que nos esforçar por isso...

Que seu Natal tenha sido muito, muito bom, e que 2015, que se aproxima, realize seus desejos mais queridos.

Beijinhos
Mariazita

Daniel Costa disse...

Rosemildo

Terminas bem o teu ano, aqui neste teu espaço com um poema bem adaptado à época.
Descansa sim.
Enquanto isso, te desejo Bom e Feliz 2015!..

poesia de vieira calado disse...

Olá, amigo!
Hoje venho expressamente para desejar-lhe um Próspero e Feliz Novo Ano!
Um abraço!

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Olá Rosemildo, que belo Poema de Natal .
Um lindo presente das letras para nós. Que tudo sejam bênçãos a você e família. Grande beijo!

Pedro Luso disse...

Caro Rosemildo,
Venho, com alguns dias de atraso, para lhe desejar um ano de 2015 com saúde e entusiasmo, para que possa levar a bom termo todos os seus planos.
Um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...